jusbrasil.com.br
16 de Maio de 2021

Integração horizontal: estratégia de mercado para ter sucesso

Moral Queiroz & Advogados Ass., Advogado
ano passado

A fim de alavancar resultados e impedir uma possível crise nos negócios, muitas empresam apostam em estratégias de mercado para fortalecer a cadeia de valor e aumentar a presença em seu segmento.

"A integração do Brasil com o mundo é muito favorável, inclusive o país estava atrasado nessa agenda. A adoção de acordos comerciais é uma prática bastante positiva, desde que não sejam contratos unilaterais. Isso porque, para que sejam vantajosos, esses pactos precisam atender a três critérios essenciais: devem ser adotados de forma gradual, respeitando a velocidade de integração e a melhoria das condições competitivas; devem ser horizontais, para que não sejam eleitos vencedores e vencidos; e devem ser transparentes, para que todos os agentes econômicos tenham o claro entendimento da política e de seus contornos."

Porque investir em uma estrutura organizacional?

Quando falamos em investimento, não necessariamente estamos falando de dinheiro. Você pode investir tempo, ideias, etc. Ao investir na criação e desenvolvimento de uma boa estrutura organizacional, você poderá ter como resultados: melhor identificação das tarefas necessárias, melhor gestão do tempo, boa organização de funções e responsabilidades, mais informações, recursos e feedbacks para os colaboradores, medidas de desempenho compatíveis com os objetivos, e melhores condições para manter os funcionários mais motivados.

Estes, por si só, são motivos suficientes para se mantenha todo e qualquer tipo de organização muito bem estruturada, para que assim haja a possibilidade de se alcançar os tão almejados resultados extraordinários.

Integração horizontal: o que é?

Integração horizontal é uma das estratégias possíveis para que empresas aumentem a efetividade de suas linhas de produção.

Como por exemplo, com o propósito de ampliar o seu valor de mercado, a Walt Disney comprou, em 2006, a Pixar Animation Studios por cerca de 7,4 bilhões de dólares. Dessa forma, a companhia conseguiu reforçar ainda mais suas produções, principalmente no segmento da animação.

A situação acima descreve um modelo de crescimento por Integração Horizontal. Essa estratégia é baseada na aquisição de empresas do mesmo nível da cadeia produtiva (concorrentes diretos), com o propósito de expandir suas operações e ampliar a capacidade produtiva.

De acordo com o professor Daniel Pacheco Lacerda, a integração horizontal nos sistemas produtivos “se refere ao compartilhamento de dados e informações entre os diversos sistemas de informação, dispositivos e softwares que suportam a atividade produtiva.”

Dessa forma, a coleta, o tratamento e a análise de dados ajudam a aumentar a precisão e a velocidade da tomada de decisões na indústria. “Essa abordagem possui maior volume de dados e informações que qualificam e melhoram a performance do ambiente de manufatura”, completa.

Não à toa, diante desse cenário, aquela tomada decisões baseada apenas em instintos ou experiências passa a perder força. “Contudo, ainda é necessária uma harmonia e integração horizontal dos sistemas de comunicação e informação”, alerta.

Ao apostar no crescimento horizontal, a empresa tem autonomia para trabalhar com maior diversidade de produtos, podendo vendê-los a um mercado amplo ou, até mesmo, monopolizá-lo.

Podemos citar como principais vantagens:

Utilização do capital intelectual dos concorrentes;

Reforço do posicionamento de mercado;

Ampliação da cadeia produtiva;

Redução da competitividade;

Aquisição de empresas com as mesmas competências;

Facilidade de acesso a economias de escala e de escopo;

Poder de dominação do mercado.

Técnicas de integração horizontal:

A integração horizontal pode ser feita ou adquirindo uma companhia ou se fundindo com ela. A aquisição acontece quando uma empresa compra ou adquire outra empresa e se torna a nova dona, enquanto a fusão é uma estratégia na qual duas companhias se fundem uma com a outra sem perder suas identidades individuais para formar uma nova companhia visando uma partilha de participação.

Economias de escala:

Economias de escala fornecem vantagens de custo para as empresas através da expansão da produção de seus produtos. Quando os bens são produzidos em quantidades maiores, o custo médio por unidade se reduz, aumentando assim a lucratividade da companhia. Integração horizontal abastece as empresas com maior acesso a diferentes mercados não atingidos, resultando em um aumento de demanda do seu produto. Atingir economias de escala pela integração horizontal pode ajudar a companhia a realizar monopólio de custo e a eliminar a competição do mercado.

Economias de escopo:

A integração horizontal ajuda as empresas a realizarem economias de escopo. Economias de escopo fornecem vantagem de custo na produção de dois ou mais produtos. As companhias podem compartilhar recursos comuns a diferentes produtos, removendo assim a redundância de custo. Integrar-se com outra empresa pode aumentar o número de produtos promovidos com o mesmo custo de propaganda e também resulta na redução do custo de distribuição por unidade. A integração horizontal cria sinergias entre as companhias.

Aumentando o poder de mercado:

Integrar horizontalmente consolida a indústria e cria monopólio. Isso ajuda as companhias a ganhar poder no mercado, assim como a dominar membros de canais de suprimentos e escoamento em termos de custo e qualidade.

Comércio internacional

Integrar horizontalmente ajuda a companhia a entrar diretamente em mercados estrangeiros. Isso reduz o custo do comércio internacional, permitindo à companhia tanto produzir quanto vender o produto no mercado exterior.

Dominar o mercado

Integrações horizontais consolidam o mercado, permitindo às empresas que adquiram ou se fundam com outras companhias, colocando pequenas companhias fora do negócio. A nova empresa tenta dominar os suprimentos, os pontos de venda e os clientes em termos de preço e qualidade do produto. Os clientes são levados a comprar a preços mais altos devido à indisponibilidade de produtos similares no mercado.

Exemplos de Empresas que utilizam Integração Horizontal:

São vários os exemplos de empresas que já usam a gestão horizontal, especialmente na área da tecnologia.

No Brasil, a empresa Vagas.com representa a vanguarda da gestão horizontal, com um modelo baseado no compartilhamento de responsabilidades.

De acordo com matéria de 2018 da Revista Valor Econômico, a empresa de softwares de recrutamento e seleção usa um formato inovador em que todos os 150 colaboradores tomam decisões consensuais.

Para isso, a empresa desenvolveu um sistema de intranet no qual são compartilhadas ideias, projetos e propostas individuais ou de pequenos grupos, que podem ser contestadas por qualquer funcionário.

O gigante da internet Google também é um dos responsáveis por popularizar a gestão horizontal, consolidando a tendência para o futuro das empresas.

Fonte: Quick MBA: Integraçãp horizontal ; Money Terms: Integração horizontal; Comex do Brasil;

#direito #investimento #direitoempresarial #empresas #empresarios #comercioexterior #direitointernacional #economia

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)